[ editar artigo]

Ryugakusei ou Kenshusei?

Ryugakusei ou Kenshusei?

Tive a oportunidade de ir para o Japão como "kenshusei", isto é, bolsista estagiária no ano de 1997, fornecida pelo governo da Província de Aichi e morei na cidade de Nagoia por 9 meses. Com o objetivo de aprender sobre a qualidade na prestação de serviço, tive a oportunidade de estagiar em 8 empresas de 4 cidades diferentes. 

Havia a opção de ir como "ryugakusei", isto é, bolsista estudante que normalmente vai para a Terra do Sol Nascente para estudar ou realizar uma pesquisar numa universidade japonesa.

Mas existem outros tipos de bolsas oferecidas, não apenas pelo governo japonês, como também por diferentes entidades e até mesmo por instituições religiosas.

Faço parte da ASEBEX-Associação Brasileira de Ex-bolsistas no Japão que é uma entidade sem fins lucrativos que congrega ex-bolsistas que estudaram em universidades, centros de pesquisa ou estagiaram em empresas japonesas. E sua principal atividade é preparar futuros bolsistas para aproveitarem ao máximo sua oportunidade do outro lado do planeta através das experiências dos "senpais", que significa veteranos.

Existe um evento anual chamado "koshukai" que é um seminário preparatório para os futuros bolsistas realizado em janeiro com palestras ministradas, em sua maioria, por ex-bolsistas, que tem aproximadamente 4 semanas de duração mais um final de semana de integração. Os temas das palestras vão desde história e geografia do Japão à dicas do dia a dia, etiqueta japonesa, como representar o Brasil na terra de nossos ancestrais, além de  muita troca de experiências em mesas redondas por área geográfica e por carreira profissional, juntamente com atividades de integração.

"Kansha" é uma expressão japonesa que significa ter "sentimento de gratidão" e sempre me senti devedora, pois apesar que ter participado de vários "koshukais" tanto na organização como ministrando palestras e capacitando novos palestrantes, sempre ficava com a sensação que poderia ter feito mais ou deveria contribuir mais e melhor na capacitação dos futuros bolsistas.

E foi assistindo uma palestra online do Luciano Kalil, fundador da Duopana, que tive a ideia de criar uma Comunidade de Bolsistas Nikkeis para convidar os ex-bolsistas a compartilharem suas experiências no Japão, mas principalmente para expressarmos a nossa profunda gratidão pela oportunidade de viver e conviver na Terra do Sol Nascente. 

Vejo a oportunidade de reunir num único ambiente as várias gerações de bolsistas que datam desde a década de 1960, espalhados geograficamente nas 47 províncias e numa infinidade de áreas de estudos e empresas de todos os setores.

Tenho certeza que através desta comunidade conseguiremos realizar a missão da ASEBEX que é "fortalecer o intercâmbio Brasil-Japão por meio de ações que promovam a troca de experiências entre ex-bolsistas e interessados, bem como o desenvolvimento de pessoas que contribuam para a sociedade".

Estou ansiosa para ouvir as opiniões de meus colegas bolsistas e se eles teriam interesse em contribuir com um legado para as futuras gerações de bolsistas no Japão, para que possam aproveitar ao máximo essa oportunidade que vem diminuindo ano após ano.

Vivendo de Conhecimento
Ler conteúdo completo
Indicados para você