[ editar artigo]

Gratidão e foco positivo na construção do plano B

Gratidão e foco positivo na construção do plano B

Como falamos no post anterior, a construção do seu plano B é feita passa a passo, um pouco por dia, testando, validando enquanto você está empregado.

Quando tomamos a decisão de criar o plano B, precisamos ter a consciência de que estamos inseridos em algo que está em andamento, que é nosso emprego atual, nossa carreira que vem sendo construída ao longo dos anos, não podemos nos esquecer disso.

É isso que abordaremos nesse post.

Sabemos que não será de um dia para o outro que seu plano B estará pronto, rodando e trazendo resultados, isso irá acontecer, mas para isso você precisa se manter no seu emprego atual, que é seu plano A, não existe plano B se não tiver um plano A, e não dá para se manter no seu emprego se você focar seus pensamentos no que você não gosta.

Pesquisas apontam que a principal fonte de estresse de nossas vidas é proveniente do trabalho, grande parte devido a muitas empresas menosprezar o valor de seus funcionários para se concentrar somente nos resultados e no alcance de suas metas.

Pesquisas revelam que 56% das pessoas com carteira assinada não estão felizes em seu trabalho, muitas passam uma vida reclamando, sendo que poderiam estar gastando esse tempo construindo algo positivo para elas.

Caso você não esteja feliz no seu emprego atual, a melhor maneira de se manter mesmo estando insatisfeito com alguma situação é ressiguinificando o que você faz todos os dias, você deve dar um novo sentido, um novo significado para o seu trabalho, assim você não vai gastar sua energia criticando seu emprego, seu chefe, ou qualquer outra situação.

Você vai conseguir ter foco positivo no seu emprego, e tranquilidade para trabalhar e assim virão inspirações para desenvolver seu plano B.

Seus pensamentos geram sentimentos, seus sentimentos geram ações e suas ações geram resultados.

Se você gastar seu tempo pensando, criticando, culpando situações ou pessoas, você estará criando uma energia negativa e deixando de focar no que realmente interessa.

Lembre-se que seu emprego atual, a empresa onde você trabalha, é de lá que virão seus recursos para seu plano B e que um dia essa empresa nasceu do sonho de alguém que foi lá e fez o que precisava ser feito, assim como hoje você tem os seus sonhos, então seja grato e respeite isso.

Outro ponto importante é que seu plano B deve ser o resultado de uma busca, não pense em criar o plano B para se livrar do seu emprego, do seu chefe, não é essa a ideia.

Essa transição que você deseja fazer não deve ser baseada em uma fuga, mas sim em uma busca para algo que lhe traga maior satisfação pessoal e profissional.

 Assim você muda a sua energia, e mudando a sua energia você muda o seu jogo.

Quando você dá um novo significado ao que você faz, você vai trabalhar feliz, já vieram me perguntaram incorformados como é que eu consigo chegar para trabalhar na segunda-feira 05:00 da manhã cantando e feliz.

Simples, ressignificando !

Mude a sua energia, ressignifique, dê um novo sentido ao que você faz e seja feliz !

Vivendo de Conhecimento
Ler conteúdo completo
Indicados para você