[ editar artigo]

Cadê a Ajuda Que Pedi?

Cadê a Ajuda Que Pedi?

 

Infelizmente, conheço pessoas que tiveram a experiência negativa de pedir socorro aos órgãos públicos de segurança pública e não conseguiram (ou conseguiram bem depois) pelos canais convencionais de emergência.  

Confesso: É DESESPERADOR!!!

Você já sentiu muito medo ou desejou tanto ajudar alguém, mas não teve apoio? Você poderia nos contar um pouco nos comentários?

Na verdade, a maioria dessas situações são causadas por gargalos entre o pedido de socorro e a ajuda requerida. Existe uma desconexão entre o cidadão (consumidor) e o respectivo órgão público (prestador de serviço). A instituição não consegue (por n-fatores) acompanhar as informações fornecidas pelo solicitante.

Por certo, volto a considerar que possíveis soluções estão evidentes em tendências e estratégias de marketing em mercados mundo afora. Nesse contexto, destaco o marketing onicanal (ominichannel).

O nome soa um tanto diferente, mas acredite... FUNCIONA!!! 

Kothler, em Marketing 4.0, descreve o marketing onicanal como uma estratégia para obter e utilizar as informações (conexões) online e offline, integradas, para uma experiência positiva com o cliente, ou comunidade. Assim, independente das fontes, o onicanal conduzirá o cliente à solução da sua necessidade, da sua dor!

A adaptação para essa nova realidade não é fácil, demanda tempo e exige a persistência de clientes e empresas.

Na segurança pública, o marketing onicanal é encontrada nas ações de proteção, chamadas de atendimento e denúncia por meios de canais online e offline. São as delegacias eletrônicas, grupos de Whatsapp e Telegram, por exemplo. 

Essas estratégias são pontos de contatos online integrados a serviços offline que levam o cidadão à experiência da satisfação, sensação de segurança e qualidade de vida. 

No Distrito Federal, em 2019 (jan-set), a Delegacia Eletrônica registrou quase 30% do total de ocorrências. No mesmo período, os grupos de Whatsapp receberam mais de 2.500 denúncias envolvendo tráfico de drogas, maus tratos de animais e roubo.

Além de auxiliar com informações que antes eram repassadas somente pelos números de emergência, ou nem eram possíveis como fotos, vídeos, localização GPS e áudios. Sem dúvida, ajudando muito na solução das ocorrências.

Por fim, a utilização do marketing onicanal podem contribuir para análises preditivas das informações obtidas e resultar em estratégias de policiamento adequado para as demandas de patrulhamento preventivo e repressivo imediato. 

Certamente em seu município ou bairro há canais de contato para sua segurança, com acesso gratuito para você se comunicar. 

Isso vai ajudar você! 

 

Vivendo de Conhecimento
João Oliveira
João Oliveira Seguir

Policial Militar há 20 anos. Especialista em Educação; Instrutor de Segurança. Ajudo pessoas a se protegerem de crimes e violências com o aprendizado de hábitos individuais e familiares, e tenham qualidade de vida! Segurança é uma questão de atitude!

Ler conteúdo completo
Indicados para você